Especial “I Semana pela Liberdade”: Relembre o evento, as palestras e painéis

Preparamos um especial sobre o maior evento dedicado as ideias de Liberdade já organizado em uma Universidade Federal

Membros da organização da I Semana pela Liberdade e alguns presentes com Leandro Narloch e professor Bráulio ao final de um painel.

O clima na Universidade de Brasília era bastante hostil devido ao conturbado processo político que o Brasil passava no ano de 2016. Ameaças de greves, atos a favor das invasões puxados pela extrema-esquerda e contra as invasões puxadas pelo Movimento Reação Universitária (MRU) com o apoio do Distrito Liberal. Foi diante deste cenário que idealizou-se a I Semana pela Liberdade: um evento para propagar as ideias de Liberdade na Universidade de Brasília, concedendo um espaço para Liberais e Conservadores propor diferentes soluções para os problemas presentes na sociedade brasileira.

O grupo de trabalho movido por pouca experiência, mas muita determinação, não se deixou intimidar  pelas ameaças de vandalização do evento e contactou a segurança e a Prefeitura do Campus Darcy Ribeiro para garantir o perfeito andamento das palestras e workshops. Dessa forma, o evento que ocorreu entre os dias 12 e 16 de Setembro foi um estrondoso sucesso: mais de 470 inscrições e média de público de 100 pessoas por palestra.

O segundo semestre letivo de 2017 se aproxima e com ele vem a II Semana pela Liberdade. Então, para já entrar no clima, nós do Movimento Reação Universitária preparamos para vocês um especial de recordação da I SPL e seus excelentes painéis organizados em parceria com o Distrito Liberal, Instituto Liberal do Centro-Oeste, Instituto Conservador de Brasília e Clube On Liberty. Ao final deste post, você encontrará uma playlist com os vídeos das palestas criada por Gabriel Assis dos Santos, membro do Movimento Reação Universitária que contribuiu de maneira excepcional filmando o evento.

Colabore com a II Semana pela Liberdade! 

Confira:

Professor Roberto Ellery, Dr. em Economia, palestrando sobre Soluções para a Educação Superior e inclusão dos mais desfavorecidos por arrecadações privadas (endowments).

Painel 1: O Pensamento Liberal e Possíveis Soluções para a Educação Superior no Brasil

Se o George Soros pode financiar o Mídia Ninja, por que ele não pode bancar projetos na UnB? – Roberto Ellery

O primeiro dia de eventos iniciou-se com a palestra de José Edil Guimarães, professor da Faculdade de Tecnologia da UnB, relatando a sua experiência de contato com o pensamento liberal. Como muitos estudantes, este contato se deu de maneira a romper com a bolha ideológica a qual somos submetidos. O professor pode ainda realizar um bate-papo com os presentes que se identificaram com a sua situação e, assim, recomendou livros que o inspiraram e o ajudaram a se guiar politicamente, dentre eles: Bureaucracy – Ludwing von Mises; The Law – Bastiat; The use of knowledge in society – O Uso do conhecimento na Sociedade, Artigo de Hayek; The Virtue of Selfishness – A virtude do egoísmo, Ayn Rand.

Em seguida, Roberto Ellery – mestre em Economia pela FGV e pela Unniversity of Pensylvania e Dr. em Economia pela Universidade de Brasília – apresentou um panorama com possíveis soluções para a Educação Superior no Brasil. Nesse sentido, fez um mapeamento amplo da situação econômica das Universidades Públicas e o estado de sucateamento em que se encontram. Além disso, apontou soluções que envolvem a captação de recursos privados (endowments) para a construção de laboratórios e parques tecnológicos que fomentem a produção científica de ponta de maneira a desonerar os trabalhadores brasileiros, bem como contribuir para o ingresso dos mais desfavorecidos nas Universidades.

Painel 2: Escola sem Partido e As causas da Desigualdade Brasileira

Abrindo o segundo dia de eventos, o professor Bráulio – Dr. em Sociologia, educador com vasta experiência na área e apoiador do Escola sem Partido – teve a oportunidade de trabalhar a concepção de mundo revolucionária e a instrumentalização das escolas e universidades para a propagação dos ideais gramscistas e marxistas. Além disso, explicou sobre os fundamentos legais do Projeto de Lei  e esclareceu dúvidas dos presentes acerca do mesmo.

Em seguida, Leandro Narloch – escritor, colunista e mestre em Filosofia – apresentou a palesta “As causas da Desigualdade Brasileira. Nela, tratou-se de temas culturais e regionais dos brasileiros com outros povos, bem como a falsa e preconceituosa afirmação das esquerdas de que os mais pobres são propensos a praticar mais crimes. Por fim, abordou-se os conceitos de desigualdade e a não correlação obrigatória com a miséria.

Mesa Redonda acerca da CPI da UNE com diversas lideranças do Movimento Estudantil do Centro-Oeste.

Painel 3: Mesa Redonda – CPI da UNE

O terceiro dia de eventos girou em torno de um debate acerca da União Nacional dos Estudantes (UNE) – entidade privada que detém o monopólio de representação de todos os estudantes de graduação em território nacional sob as garantias da Lei 7839/85. Assim, montou-se um panorama da UNE abarcando a sua história, sua estatização e dominação pelo Partido Comunista do Brasil (PC do B), tal qual o seu uso como braço político-partidário dos governos de esquerda em âmbito macro da política em detrimento dos interesses dos Estudantes. Ademais, tratou-se das questões jurídicas arroladas a uma eventual CPI da UNE para a investigação de fraudes e gastos irregulares com bebidas, viagens, construção de sua sede e o envolvimento com empreiteiras investigadas em operações como a lava-jato. Podemos dizer que dali nasceu o embrião que levou o Movimento Reação Universitária a encabeçar uma lista de 10 para disputar as eleições vitoriosas na Universidade de Brasília através da Chapa Libertas – estendendo o convite de parceria, mais uma vez, ao Distrito Liberal.

Painel 4: O verdadeiro Conservadorismo

Para conservadores e liberais que se aprofundam em estudos históricos é de conhecimento comum que autores dessas duas vertentes tenham sido àqueles a lutar em diversos países pelo abolicionismo, voto universal e liberdades individuais. Nesse sentido, Felipe Melo – Diretor de Formação Teórica do Movimento Reação Universitária, membro do Instituto Conservador de Brasília e já colunista de sites como Mídia sem Máscaras – palestrou sobre a concepção do verdadeiro conservadorismo: atrelado aos valores de democracia, família, estado reduzido e o controle de decisão dos indivíduos e a valorização da cultura judaico-cristã em oposição aos pensamentos revolucionários e reacionários.

Momento de bate-papo e descontração após o encerramento do evento na Super Sexta.

Super-Sexta – Encerramento com uma tarde inteira de palestras

Hoje em dia quase todo mundo pode ter um Iphone. Iphone não, samsung. Iphone é coisa de socialista – Adriano Paranaíba.

  • “Crise Fiscal Brasileira” – Palestra com Adolfo Sachsida, abordando a questão fiscal brasileira;
  • “O populismo econômico e a “destruição destruidora” na América Latina” – Palestra de nome autoexplicativo
  • com o Professor Paulo Roberto de Almeida;
  • “Capitalismo para os mais pobres” – Palestra com o Professor Adriano Paranaíba, discorrendo sobre os empecilhos que a Estrutura Estatal brasileira impõe sobre os mais desfavorecidos dificultando o empreendedorismo e a sua a ascensão social;
  • “Controle de Convencionalidade do Crime de Desacato” – Palestra com Sandro Lucena do Clube Bastiat e contando com o apoio do Instituto Liberdade e Justiça.

Agradecimentos

“Ideias e somente ideias podem iluminar a escuridão” – Ludwing von Mises.

Gostaríamos de agradecer a todo o Grupo de Trabalho envolvido e aos nossos parceiros e apoiadores independentes ou agregados ao Distrito Liberal, Instituto Liberal do Centro-Oeste, Instituto Conservador de Brasília, Instituto Liberdade e Justiça, Clube Bastiat, On Liberty e Tomando Partido. Não existe evento grátis, mas com vossos apoios pudemos disseminar ideias de liberdade através de palestras de ponta e de maneira gratuita em um ambiente dominado por um pesado patrulhamento ideológico – evidenciados pelas ameaças de ataques à Semana pela Liberdade, a agressão de estudantes em nossos atos, pelos cartazes rasgados e através do repúdio de professores doutrinadores que não toleram o livre debate. Hoje, calouros e estudantes mais antigos na Universidade nos veem como um importante ponto de apoio na luta para que a democracia e a concepção de universidade plural seja retomada frente as velhas estruturas. O medo e o terrorismo agitador não nos calará! Nos vemos em Breve na II Semana pela Liberdade.

A Liberdade vencerá o medo!

Para assistir as palestras da Semana pela Liberdade, acesse:

Mesa Redonda – CPI da UNE

Palestra “Crise fiscal brasileira” – Adolfo Sachsida

Palestra “Capitalismo para os mais pobres” – Adriano Paranaíba

Palestra “Populismo na América Latina” – Paulo Roberto de Almeida

Palestra “O verdadeiro Conservadorismo” – Felipe Melo

Palestra sobre Desacato – Sandro Lucena

Junte-se a nós

Venha fazer parte deste time que tem lutado para garantir que a Liberdade vencerá o medo.

Preencher o formulário

Mantenha-se informado

Receba resumos semanais do que aconteceu no Reação Universitária diretamente no seu email

Ou nos acompanhe nas redes sociais